26 de maio de 2024

A VOZ DO PASTOR – JUNHO DE 2023

VOCAÇÃO À SANTIDADE

Na glória e no esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora Eu Te gerei! (Sl 109/110,3).

O mês de junho é marcado pela celebração da vida de santidade de santos muito conhecidos pelo nosso povo: São José de Anchieta, Santo Antônio de Pádua, São Bartolomeu, São João Batista, Santo Irineu, São Pedro, São Paulo e tantos outros.

A santidade é entendida como um estado de graça em que o cristão é chamado a viver a vida em plena comunhão com Deus, imitando Jesus Cristo em suas virtudes e obras.

Ser santo é uma vocação universal, a qual todos os batizados são chamados a seguir, independentemente da sua idade, raça, sexo ou condição social. A santidade, portanto, não é um privilégio exclusivo de algumas pessoas especiais, mas um convite para todos os fiéis, para todos nós.

Contudo, de maneira particular e especial, algumas testemunhas de santidade são apresentadas oficialmente pela Igreja como exemplos para ajudar todos os fiéis a seguir na vocação à santidade.

Para ser declarado santo ou santa pela Igreja Católica, é necessário passar por um processo de beatificação e canonização. Esse processo é conduzido pela Dicastério para as Causas dos Santos, que é responsável por avaliar e analisar as evidências e os testemunhos que comprovem a vida virtuosa da pessoa a ser declarada oficialmente santo ou santa.

E será que há santos ou santas brasileiros? Sim! Provavelmente muito mais do que você possa imaginar.

Os santos e santas brasileiros são figuras históricas que se destacaram pela sua vida virtuosa, pela sua dedicação à causa de Deus e pela sua obra em prol da sociedade. No Brasil, a santidade é vivida de maneira intensa e vibrante, sendo uma das marcas mais fortes da religiosidade popular. Os santos e santas brasileiros são amados e venerados pelo povo, que os considera como modelos de vida e intercessores junto a Deus.

O Brasil conta com 37 santos (as) brasileiros já CANONIZADOS: Santo André de Soveral e Companheiros Mártires de Cunhaú e Uruaçu (vinte e cinco homens e cinco mulheres mártires do RN) • Santo Antônio de Sant’Ana Galvão (Frei Galvão) • Santa Dulce dos Pobres • São José de Anchieta • Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus • São Roque Gonzales, Santo Afonso Rodrigues e São João de Castilho, mártires.

O Brasil tem ainda 54 BEATIFICADOS pela Igreja; Outros 25 VENERÁVEIS, ou seja, que já tiveram suas virtudes reconhecidas pela Igreja, mas ainda não foram declarados beatos nem santos; conta ainda com 94 SERVOS DE DEUS, o que significa que já possuem suas causas de beatificação oficialmente abertas. Além disso, há ainda 264 SANTOS POPULARES, isto é, pessoas com fama de santidade que ainda não possuem causas de beatificação abertas.

Como vês, o Brasil é terra de santos e santas. A fecundidade do Evangelho nestas terras brasileiras tem produzido frutos de santidade reconhecidos pela Santa Igreja. Desse modo, ao comemorarmos os grandes santos juninos, cercados de tantas expressões da devoção popular, não percamos de vista o ideal da santidade a que somos chamados a viver no cotidiano da vida! O reconhecimento oficial, por parte da Igreja, através da declaração de beatificação e canonização de alguns homens e mulheres de nossa caminhada de fé deve inspirar, também nós, a vivermos a nossa vocação à santidade.

Santos e santas, beatos e servos de Deus do Brasil, rogai por nós!