26 de maio de 2024

A voz do Pastor – JULHO 2023

A Perfeição Cristã


Hoje, se fala cada vez mais em cuidado com a casa comum. Nós somos parte de um todo,
da natureza, da criação de Deus. E sabemos que neste todo, tudo está interligado. O
descuido com a casa comum é o descuido com a nossa própria existência, com o futuro da
humanidade.
Mas, não basta contemplar a natureza criada por Deus em sua bondade, verdade e
unidade, e recriada em Jesus, com a sua ressurreição. É preciso também reconhecer as
falhas que introduzimos nesta bondade, nesta verdade e nesta unidade da natureza.
Somos filhos de Deus, mas também pecadores. Deus nos criou para a liberdade. Nesta
liberdade criamos culturas, mas estamos sujeitos, como seres livres limitados e com
defeitos, a introduzir os vícios e pecados na obra da criação. Ou seja, tentamos direcionar
nossa vida pela verdade, pela bondade e pela unidade, mas registramos também nossos
desvios e pecados.
Nesse contexto, surge a pergunta acerca da perfeição cristã. Como buscar a perfeição e
viver a fé cristã no mundo das culturas?
Veja que estamos falando de perfeição cristã e não de perfeccionismo. O perfeccionismo
nos leva à discriminação, ao preconceito, à separação entre perfeitos e imperfeitos,
santos e pecadores, puros e impuros, racional e irracional.
A perfeição cristã não consiste na ausência de defeitos. O perfeccionista entende que ser
puro é estar sem pecado. Isso facilmente escorrega para o desumano, pois se coloca
acima dos demais, rebaixando-os, menosprezando-os. Isso já é um desvio da própria
perfeição.
A perfeição cristã ou se quisermos chamá-la de busca da santidade, ao contrário do
perfeccionismo, desenvolve a humildade, pois os que a buscam, reconhecem suas
limitações, não confiando apenas em suas próprias forças, mas colocando sua confiança
exclusivamente em Deus. Sentem-se salvos não por suas obras humanas, mas por graça
de Deus. A humildade é parte essencial da perfeição cristã, da busca da santidade.
Quer crescer, avançar sempre mais na perfeição cristã? Livra-te do perfeccionismo, do
moralismo, do puritanismo! Como dizia um irmão bispo, “faça uma pós graduação em
pequenez”.
Deixemo-nos ressuscitar por Jesus que com sua vida, paixão, morte e ressurreição venceu
o mal, venceu a hipocrisia, venceu os que se achavam puros, perfeitos ao ponto de
decidirem matá-lo. Deixemo-nos conduzir por seu Espírito Santo. Coloquemo-nos no
verdadeiro caminho da perfeição cristã, seguindo Aquele que nos ensina, a partir de um
coração manso e humilde.