26 de maio de 2024

NOTA SOBRE O DIREITO INVIOLÁVEL DA VIDA HUMANA DESDE A SUA CONCEPÇÃOATÉ A SUA MORTE NATURAL